Conselho de Ética afasta presidente da CBF

68

Rogério Caboclo deixa o cargo por trinta dias após decisão do Conselho de Ética da CBF por conta de acusações de assédio

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rogério Caboclo, foi afastado do cargo de presidente da entidade por trinta dias após decisão do Conselho de Ética. O cartola foi acusado de assédio sexual e moral por uma funcionária da instituição.

Com o afastamento do cartola, quem assume a presidência da CBF é Antônio Carlos Nunes, o vice mais velho da instituição.

Uma reunião entre os diretores e vice-presidentes foi convocada para a manhã desta segunda-feira, 7/6, no Rio de Janeiro.

Rogério Caboclo foi acusado formalmente de assédio sexual e moral por uma funcionária da CBF. Na denúncia, a dele secretária diz que o presidente perguntou se ela se masturbava, além de tentar forçá-la a comer um biscoito de cachorro, chamando-a de “cadela”.

COMPARTILHAR