Copa do Brasil: Grêmio ganha e Palmeiras empata nas partidas de ida

221

Equipes fazem a segunda partida na próxima quarta-feira, (30

O primeiro duelo entre Palmeiras e América-MG pelas semifinais da Copa do Brasil terminou empatado. Na quarta-feira, 23/12, Verdão e Coelho ficaram no 1 a 1 no Allianz Parque, em São Paulo. O reencontro entre as equipes será na próxima quarta-feira, 30, novamente às 21h30 (horário de Brasília), no Independência, em Belo Horizonte.

Antes do novo duelo pela Copa do Brasil, os times se concentram nos respectivos Campeonatos Brasileiros. O América volta a campo no sábado, 26, às 18h30, quando recebe o CRB pela 31ª rodada da Série B. No domingo, 27, o Palmeiras joga em casa contra o Bragantino às 18h15, pela 27ª rodada da Série A.

Gols só no primeiro tempo

Os primeiros minutos indicaram um jogo intenso no Allianz Parque. No primeiro lance, o atacante Ademir avançou pela direita e cruzou na grande área para finalização de primeira do meia Geovane, para boa defesa do goleiro Weverton. O Palmeiras respondeu no ataque seguinte, também pela direita, em disparada do atacante Rony, que bateu cruzado e obrigou o goleiro Matheus Cavichioli a se esticar para espalmar o chute.

Aos poucos, o América tomou o controle das ações, neutralizando os homens de frente do Verdão e forçando a marcação desde o campo de ataque. Foi assim que, aos 19 minutos, o Coelho abriu o marcador. O zagueiro Emerson Santos, na tentativa de inverter o jogo, mandou a bola nos pés de Ademir, quase na marca do pênalti. Um verdadeiro presente de Natal antecipado para o atacante, que bateu no canto de Weverton.

Grêmio e São Paulo

Em um jogo muito disputado, o Grêmio derrotou o São Paulo por 1 a 0, na quarta-feira, 23, em Porto Alegre, e conseguiu uma boa vantagem na busca por uma vaga para a final da Copa do Brasil.

As equipes fazem a partida de volta na próxima quarta-feira, 30, no estádio do Morumbi, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Primeiro tempo brigado

O São Paulo começou mandando no confronto realizado em Porto Alegre. A equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz apostava na manutenção da posse de bola, e encontrava mais facilidades de criar oportunidades de marcar.

Mas a oportunidade mais clara na etapa acabou sendo do Tricolor, quando, aos 9 minutos, Pepê levanta bola na área e Victor Ferraz desvia para vencer o goleiro Tiago Volpi. Mas o gol é anulado por impedimento de Diego Souza.

Depois a temperatura da partida sobe muito, com jogadas duras de lado a lado, mas com pouco futebol, o que leva a igualdade até o intervalo.

Diego Souza decisivo

A etapa final começa com grande domínio do São Paulo, que avança as linhas e pressiona demais o Grêmio, que permanece recuado. Assim, o time paulista cria duas oportunidades claras de gol em jogadas trabalhadas. Primeiro, aos 5 minutos, Luciano dá passe em profundidade para Daniel Alves na direita. O camisa 10 avança em velocidade e cruza para o meio da área para Brenner, que, sozinho, perde chance clara.

Aos 11, é Luciano que perde boa chance. Após tabelar com vários companheiros de sua equipe, o camisa 11 recebe de Daniel Alves dentro da área, mas chuta muito alto.

Vendo a equipe sendo dominada, o técnico Renato Gaúcho coloca em campo dois jogadores aos 16 minutos, o volante Lucas Silva e o atacante Ferreira.

E é o jovem atacante que muda a cara do jogo um minuto depois. Ferreira recebe na direita, se livra da marcação de Reinaldo e cruza para a área. Volpi tenta afastar, mas a bola fica viva na área. De costas, Diego Souza pula e dá uma meia-bicicleta para abrir o marcador.

Com a vantagem, o Grêmio melhora na partida, e tem nova chance clara em cobrança de falta de Jean Pyerre. Em batida da lateral da área, o camisa 10 cobra direto, tentando encobrir Tiago Volpi, mas a bola vai para fora por pouco.

O São Paulo continuou na pressão até o final do confronto, mas o Grêmio conseguiu se segurar e garantir o triunfo de 1 a 0.

Fonte: Agência Brasil

COMPARTILHAR