Copa Nordeste: Ceará vence Bahia e abre vantagem

294
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Ceará venceu o Bahia por 1 a 0, na tarde de hoje, 1º/5, e ficou mais perto de se tornar tricampeão da Copa do Nordeste. A partida, disputada no Estádio Roberto Santos, no Bairro de Pituaçu, em Salvador, começou sem emoções, e o gol só foi sair aos 2 minutos dos acréscimos do segundo tempo, em cobrança de falta de Jael.

No próximo sábado, 8/5, as equipes voltam ao campo na Arena Castelão pelo segundo jogo da final, também às 16h. O time cearense joga pelo empate. Antes disso, o Ceará viaja para enfrentar o Bolívar, na Bolívia, pela Sul-Americana, na quarta-feira, 5. O Bahia, por outro lado, recebe o Independiente, no Pituaçu, na terça-feira (4). Os jogos estão marcados para às 19h15.

Começo movimentado

O jogo começou movimentado e com faltas de ambos os lados. As equipes permaneceram se estudando,

mas o gramado molhado e escorregadio também contribuiu para que nenhuma chance real de gol fosse criada durante os primeiros minutos. O Bahia aproveitou melhor as chances, conseguindo roubar a bola em posições avançadas do campo, e conseguiu trocar passes, deixando a bola com os seus ataques. O Vozão, entretanto, não conseguia construir. Aos 15 e 16 minutos, por exemplo, Thaciano teve uma oportunidade e chutou para fora.

Bahia fica com um a menos

Em uma disputa no meio de campo, o zagueiro Luiz Otávio, do Bahia, entrou de carrinho numa dividida com Lima, atacante do Ceará. Por conta da violência do lance, o zagueiro do Esquadrão foi expulso da partida aos 18 minutos do primeiro tempo. O atacante recebeu atendimento dentro de campo por cerca de três minutos, mas continuou na partida. Dado Cavalcanti fez uma substituição no momento da expulsão, tirando Daniel e colocando o zagueiro Juninho para tentar fechar o espaço deixado na defesa.

Ceará ganha espaço Com a expulsão de Luiz Otávio, o Vozão começou a construir as jogadas de uma forma mais perigosa.

Vizeu teve uma chance impedido aos 32 minutos. Aos 40, Matheus Teixeira foi obrigado a salvar o Bahia de levar o primeiro gol. Vina cobrou uma falta com força, direto para o gol, e o goleiro teve que voar para defender. A bola ainda bateu no travessão em seguida.

Ceará também fica com um a menos

Enquanto ganhava espaço em campo, o Ceará também sofreu o baque de perder um jogador. Em lance semelhante à expulsão de Luiz Gustavo, o meio-campista Charles, do Vozão, deu um carrinho e atingiu o lateral-direito Nino Paraíba. Por conta da intensidade do lance, o árbitro decidiu pela expulsão do jogador, mantendo o mesmo critério do primeiro lance. Nino precisou de atendimento médico, mas também se recuperou e voltou para o jogo.

Segundo tempo sem grandes chances

Com as expulsões em cada time, o segundo tempo começou morno. O Ceará continuava melhor e a opção do técnico Guto Ferreira foi por não colocar um jogador que fizesse a mesma função de Charles. Pelo lado do Bahia, o time construía jogadas pelas laterais, mas não conseguia finalizar com grande perigo. Aos 8 minutos, Mendonza cabeceou para fora. O Bahia fez o mesmo aos 17 minutos, com Conti. Depois disso, o jogo continuou morno. Aos 44, Matheus Galdezani cobrou uma falta para dentro da área e o goleiro Richard não conseguiu segurar a bola. Ela bateu na trave e foi afastada pela zaga.

E a lei do ex foi aplicada na primeira partida da final da Copa do Nordeste. Jael entrou em campo aos 42 minutos do segundo tempo e, aos 47, teve a chance de se consagrar. Ex-jogador do Bahia, ele se preparou para a cobrança e mandou uma bomba. A bola desviou na barreira do Esquadrão, em Óscar Ruiz, e enganou o goleiro Matheus Teixeira, que não conseguiu defender. Gol no final e vantagem para o Ceará na segunda partida da final, que será disputada no próximo sábado, 8, às 16h, na Arena Castelão.

Ficha Técnica

Bahia 0 x 1 Ceará

Copa do Nordeste

Data: 01/05/2021 (sábado)

Local: Roberto Santos, Pituaçu/Salvador

Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa/Piauí

Auxiliares: Rogério de Oliveira Braga/Piauí e Márcio Iglésias Araújo Silva/Piauí

Var: Caio Max Teixeira/Bahia

Cartões amarelos: Rossi (BAH), Patrick de Lucca (BAH), Vina (CEA), Nino Paraíba (BAH)

Cartões vermelhos: Luiz Otávio (BAH), Charles (CEA)

Gol: Jael (Ceará, aos 2 minutos de acréscimo do segundo tempo, 1-0);

Bahia: Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio, Matheus Bahia, Patrick de Lucca, Thaciano (Matheus Galdezani), Daniel (Juninho), Rodriguinho (Thonny Anderson), Gilberto (Alesson) e Rossi (Óscar Ruiz). Técnico: Dado Cavalcanti.

Ceará: Richard, Buiú, Messias, Luiz Otávio, Bruno Pacheco, Oliveira, Charles, Vina (Yony Gonzáles), Lima (Pedro Naressi), Felipe Vizeu (Saulo Mineiro), Mendoza (Jael). Técnico: Guto Ferreira.

COMPARTILHAR