De virada Vitória chega a 9ª partida sem vencer

47

Resultado deixa a Bolívia Querida no G4, mas terá que torcer por um tropeço do Juventude, que ainda joga na rodada; resultado não ajuda o Leão que segue na luta para se afastar do Z4

Medindo forças pelo Campeonato Brasileiro da Série B, Sampaio Corrêa e Vitória jogaram na tarde deste domingo, 8/11, pela 20ª rodada, no estádio Castelão, em São Luís, com vitória dos donos da casa.

Com o resultado de 2 a 1, o Tubarão chegou aos 31 pontos, pulando para a 4ª colocação, entretanto corre o risco de deixar o posto em caso de uma vitória do Juventude sobre o CRB. Já o time baiano, com o tropeço fora de casa, acabou caindo para a 16ª colocação com 21 pontos.

Jogando em casa, o Sampaio Corrêa começou partida colocando pressão sobre o Vitória. Em uma primeira investida com Caio Dantas, o atacante já mostrou bastante movimentação em busca do gol, porém sem êxito nas chances.

Por outro lado, o Vitória não quis saber de ser pressionado e, aos 14 minutos, tratou de abrir a contagem no Castelão. Após adiantar um pouco a marcação, os comandados de Eduardo Barroca conseguiram roubar a posse de bola, com isso, Rafael Carioca, ao arriscar um chute de longe, contou com a falha do goleiro que não conseguiu fazer a defesa. 1 a 0.

Ao ficar atrás no placar, a Bolívia Querida não quis saber de apenas assistir o adversário crescer no duelo. Aproveitando um rebote na bola jogada na área do Leão após cobrança de falta, Joécio mandou uma bomba praticamente de frente para o gol, mas o goleiro Ronaldo conseguiu fazer uma defesa incrível evitando o que seria o tento do adversário.

Depois do susto, o Vitória tentou acalmar as coisas com a pausa para a hidratação dos atletas dada pelo árbitro. E parece que surtiu efeito. Nos dois lances seguintes, a equipe baiana arriscou com Léo Ceará e Thiago Carleto, com ambos quase conseguindo ampliar a contagem.

Já no segundo tempo, o Tubarão não quis saber de ficar em desvantagem no placar e partiu para cima. Com isso, aos 12 minutos, após pênalti marcado pelo árbitro, o artilheiro Caio Dantas cobrou no meio do gol, quase dando a chance de Ronaldo fazer a defesa. 1 a 1.

Com direito a muitas mudanças no decorrer do tempo, o técnico Eduardo Barroca apostou praticamente todas as suas fichas no ataque. Entretanto, mesmo com a ideia arrojada, era o Sampaio quem seguia criando mais, quase conseguindo virar o marcador com Robson, mas Ronaldo acabou salvando o Leão mais uma vez.

Já na reta final do confronto, o Sampaio não desistiu e encontrou o gol. Após bonita jogada, Robson arriscou um lindo chute que entrou no ângulo do goleiro do Vitória. Era a virada do clube maranhense. 2 a 1.

Em vantagem, Léo Condá ainda usou os últimos minutos para realizar algumas substituições. Sendo assim, a equipe da casa segurou o placar até o apito final do árbitro, com direito a muita comemoração dos atletas da Bolívia Querida.

COMPARTILHAR