Delator diz que Serra recebeu R$ 52 mi da Odebrecht

489

Por meio da assessoria, Serra disse que ‘jamais recebeu qualquer tipo de vantagem indevida’

O ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava Jato, Pedro Novis, afirmou em depoimento à Polícia Federal que o senador José Serra (PSDB-SP) recebeu para si ou solicitou para o partido R$ 52,4 milhões entre 2002 e 2012.

As declarações foram prestadas no dia 13 de junho de 2017 e foram reveladas agora pelo jornal Valor. Por meio da assessoria, Serra disse que “jamais recebeu qualquer tipo de vantagem indevida”.

Em depoimento, Novis relatou que teve contato com Serra ainda na década de 1980, mas, somente em 2002, o tucano “solicitou recursos”. “Este pedido ocorreu pessoalmente”.

Naquele ano, disse o executivo, “foi repassado à campanha de José Serra o montante aproximado de R$ 15 milhões”.

Pedro Novis disse que parte do valor repassado para Serra (R$ 23,2 milhões) teve como contrapartida a liberação de créditos que a Odebrecht tinha junto ao governo estadual no valor de R$ 170 milhões. O executivo relatou diversos outros repasses para campanhas de Serra, até 2012.

COMPARTILHAR