Derrota complica muito situação do Vitória contra o rebaixamento

27
Foto: Ascom Clube de Regatas Brasil

Derrota complica muito situação do Vitória contra o rebaixamento

Depois de um primeiro tempo promissor, o Vitória voltou sofreu apagão no segundo tempo e perdeu para o CRB por 3 a 1, na noite desta segunda-feira, 22/11, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O gol do Leão foi marcado por Fernando Neto, enquanto Renan Bressa (duas vezes) e Pablo Dyego deram o triunfo ao Galo da Pajuçara.

O resultado praticamente fez com que o Vitória colocasse um pé na Série C do ano que vem. Com 40 pontos e na 18ª posição, a equipe comandada por Wagner Lopes precisa obrigatoriamente vencer o Vila Nova, além de torcer para que Londrina e Remo não vençam seus jogos, contra Vasco e Confiança, respectivamente.

A difícil missão contra o Tigre goiano será no próximo domingo, 28, às 16h, no estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Primeiro tempo

Não deu tempo nem de entrar na partida. Com menos de um minuto, Renan Bressan cobrou falta na área rubro-negra, a bola passou por todo mundo e morreu no fundo das redes do goleiro Lucas Arcanjo. A primeira chance de perigo rubro-negra só ocorreu aos 11, quando Fabinho recuperou a bola no campo de ataque e concluiu para Diogo Silva defender sem rebote.

A chance criada empolgou o Rubro-Negro, que partiu para cima. Aos 13, Raul Prata roubou a bola pela direita, cruzou na medida para David cabecear e Diogo Silva operar um milagre. No entanto, dois minutos depois, não teve jeito. Fernando Neto ganhou na disputa, puxou para o meio e, de canhota, mandou a bola na gaveta do arqueiro alagoano.

As posturas apresentadas nos primeiros 10 minutos já não condiziam com o que ocorria na partida. Mais leve, o Vitória trocava bons passes e envolvia o CRB, que tinha dificuldade em passar pela justa marcação rubro-negra.

O principal trunfo descoberto pelo Leão parecia ser o lado esquerdo da defesa alagoana, que não conseguia conter as subidas de Raul Prata e Fabinho. Aos 30, Fabinho tabelou com Fernando Neto e cruzou rasteiro, mas faltou alguém para empurrar para o fundo das redes. Aos 38, Eduardo arriscou de fora da área e Diogo Silva encaixou bem.

Antes do fim do primeiro tempo, o Vitória ainda tentou mais uma vez. David foi acionado em ligação direta, aos 44, puxou para o meio e arriscou de longe. A bola passou por cima do travessão, levando perigo para o CRB, mas mantendo o placar igual na etapa inicial da partida.

Segundo tempo

Sem mexidas, as equipes voltaram para o primeiro tempo e a primeira chance foi novamente dos donos da casa. Renan Bressan cobrou falta na área e Nicolas cabeceou para Lucas Arcanjo empatar. Aos 3, Celsinho cruzou pela direita e Bressa apareceu novamente, dessa vez para concluir de primeira e mandar para o fundo do gol.

O Vitória tentou responder aos 6, quando Fernando Neto fez uma jogada espetacular, passando por dois marcadores e dando um chapéu no terceiro. Na hora da finalização, a bola passou por cima da meta de Diogo Silva. O Leão teve outra chance, aos 11, em falta cobrado por Eduardo, que o goleiro do CRB apenas encaixou.

A luz vermelha estava acesa no time rubro-negro. Assim como na primeira etapa, logo após sofrer o gol, a equipe se lançou ao ataque no ‘modo desespero’, devido a necessidade do resultado. No banco de reservas, o treinador Wagner Lopes chamou o atacante Hítalo, para a vaga do meia Eduardo.

O Galo da Pajuçara ainda encontrou o terceiro gol na partida. O meia Diego Torres cobrou falta de longe e o goleiro Lucas Arcanjo fez a defesa, mas o atacante Pablo Dyego pegou o rebote e ampliou o marcador. Se a situação já era difícil, ficou praticamente impossível após o baque.

Muito nervoso na partida, o Vitória não conseguia mais realizar as boas triangulações de outrora e muito menos chegar com perigo à meta de Diogo Silva. Características que foram predominantes no comportamento do time nos primeiros 45 minutos de jogo.

O treinador rubro-negro até promoveu substituições em atacado, colocando os meias Cedric e meia Bruno Oliveira, e os atacantes Eron e Alisson Santos. No entanto, nada disso foi capaz de mudar a realidade já instaurada. Nos acréscimos, o volante João Pedro ainda foi expulso após revidar uma falta sofrida.

Ficha Técnica

CRB 3 x 1 Vitória

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (TO)

Cartões amarelos: Eduardo e Marcinho (Vitória); Nicolas Careca e Gum (CRB)

Cartão vermelho: João Pedro (Vitória)

Gols: Renan Bressan (duas vezes) e Pablo Dyego (CRB); Fernando Neto (Vitória)

CRB: Diogo Silva; Celsinho, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei, Jean Patrick, Bressan (Jajá) e Diego Torres; Emerson e Nicolas Careca (Pablo Dyego). Técnico: Allan Aal.

Vitória: Lucas Arcanjo; Raul Prata, Wallace, Thalisson Kelven e Roberto; João Pedro, Eduardo (Hítalo) e Fernando Neto (Eron); Marcinho (Cedric), Fabinho (Alisson Santos) e David (Bruno Oliveira). Técnico: Wagner Lopes.

COMPARTILHAR