Embasa lidera ranking de reclamações dos consumidores em 2018

986

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA), órgão ligado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com o Ministério Público do Estado (MP-BA), divulgou, na sexta-feira (15), Dia Mundial do Consumidor, quais foram os 30 fornecedores de produtos e serviços que mais receberam reclamações e os que menos atenderam as demandas dos consumidores baianos no ano passado, por meio do Cadastro de Reclamações Fundamentadas do Exercício de 2018.

A estatal Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento S/A) lidera a relação das reclamações com 573, seguida da Oi Móvel com 367 e da Oi Fixo com 320 denúncias.

A Diretora de Atendimento e Orientação ao Consumidor (DAOC) do Procon, Adriana Menezes, explicou que, “além de orientar os consumidores, o Cadastro de Reclamações dá possibilidade, ao fornecedor, de avaliar e incrementar as relações de consumo”. Ainda de acordo com a diretora, caso as empresas não atendam a denúncia no prazo estipulado, elas são submetidas a sanções administrativas, ou seja, pagamento de multas.

Além de divulgar o balanço do Cadastro de Reclamações, Adriana também apresentou dados gerais de atendimento, demandas, rankings de atendimento e de reclamação do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e da plataforma digital consumidor.gov na Bahia, totalizando mais de 100 mil demandas atendidas pelo órgão em 2018.

Veja no link abaixo a relação completa dos 30 que mais sofreram reclamações:

http://www.justicasocial.ba.gov.br/arquivos/File/PROCONcadastro2018interiorTEORSJDHDS.pdf

Fonte: Ascom / SJDHDS

COMPARTILHAR