Empresa recebe pedras pintadas em vez de R$ 210 mi em cobre

97

Uma multinacional de comércio de commodities sediada na Suíça foi alvo de uma fraude milionária ao receber pedras pintadas em vez de cobre, em uma compra de US$ 36 milhões (R$ 210 milhões)

O Mercuria Energy Group, com sede em Genebra, afirma ter sido vítima de fraude após a compra de 10 mil toneladas de cobre blister, uma forma menos pura do metal, de um fornecedor na Turquia.

A Mercuria é uma das cinco maiores negociadoras independentes de energia e operadoras de ativos do mundo.

Quando as cargas começaram a chegar à China, a empresa encontrou contêineres cheios de pedras pintadas.

No ano passado, a Mercuria havia negociado cobre blister para ser entregue na China. Cerca de 6 mil toneladas foram carregadas para embarque em mais de 300 contêineres em oito navios.

Mas antes de sua jornada de um porto perto de Istambul, o cobre foi trocado por pedras de pavimentação, pintadas com spray para se parecer com o metal semirrefinado.

A Mercuria está buscando reparação em tribunais turcos e britânicos contra o fornecedor de cobre Bietsan Bakir. A polícia turca prendeu várias pessoas por causa do esquema de cobre falso.

“Foram mantidos sob custódia suspeitos de envolvimento em várias partes desse crime organizado contra a Mercuria”, informou a empresa em um comunicado, agradecendo ao Departamento de Crimes Financeiros de Istambul.

COMPARTILHAR