Empresário que deve R$ 3,8 milhões ao fisco baiano é preso no Rio de Janeiro

952
Foto: Reprodução Internet

O empresário e advogado Napoleão Fonyat Filho, acusado de sonegar milhões do fisco baiano, foi preso no Rio de Janeiro. Ele estava foragido desde o ano de 2017, quando o Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica, as Relações de Consumo e a Economia Popular (Gaesf), do Ministério Público do Estado da Bahia, requereu a prisão.

Em 2017, o proprietário da Fogue Roupas Ltda (antiga Sandpiper) já acumulava um débito total de R$ 3,8 milhões junto ao fisco da Bahia. O empresário foi preso por integrantes da Delegacia da Polícia de Imigração da Polícia Federal (Delemig) quando fazia o requerimento do seu passaporte.

Ele responde a diversas ações penais por crimes contra a ordem tributária, sendo duas na Justiça Estadual da Bahia (1ª e 2ª Varas Criminais de Salvador) e outras no Ceará, Santa Catarina e Pernambuco. Na Justiça Federal da 1ª e 2ª regiões, o empresário responde por não recolher contribuições previdenciárias e impostos federais.

Fonte: Ascom MPE

COMPARTILHAR