Empresários são presos por sonegar R$ 15 milhões em impostos na Bahia

22
Foto: Natália Verena / Polícia Civil

Suspeitos foram levados para delegacia, para prestar depoimentos. Grupo empresarial faz parte do setor de materiais e equipamentos de Impressão, envelopamento e comunicação visual

Dois empresários investigados por sonegar R$ 15 milhões em impostos foram presos em Salvador e Lauro de Freitas no início da manhã desta sexta-feira, 12/11, em uma operação da Sefaz (Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia), com apoio da Polícia Civil.

Os nomes dos investigados e das empresas envolvidas não foram informados, no entanto, a Sefaz detalhou que eles atuam no setor de materiais e equipamentos de impressão, envelopamento e comunicação visual. Além disso, confirmou que mandados de busca e apreensão são cumpridos na capital e região metropolitana.

De acordo com a Polícia Civil, as fraudes fiscais foram identificadas após investigação do quadro de sócio das empresas, que eram criadas em nomes de terceiros. Com o tempo, as organizações eram abandonadas, com grandes valores de impostos a serem quitados. Depois disso, novas empresas eram criadas pelas mesmas pessoas, e a situação se repetia.

Além da Bahia, a Operação Impressão Digital também tem ações em Barueri (SP); Eusébio e Fortaleza (CE) e Recife (PE). Participam da ação a Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (INFIP) da Sefaz; o Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal (Gaesf), do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

Os mandados são cumpridos por equipes da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), através da Coordenação Especializada de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (Ceccor/LD), do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Fonte: Ascom / SSP/BA

COMPARTILHAR