Estado de Alagoas aciona Rui para reaver dinheiro dos respiradores

565
Governador Rui Costa (PT) / Foto: Secom/BA

O Governo de Alagoas entrou com uma ação por meio da PGE (Procuradoria Geral do Estado), na Vara da Fazenda Pública, contra o Consórcio do Nordeste.

O Estado busca reaver o montante de R$ R$ 4.488.750 milhões usado na compra de respiradores, que não foram entregues.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), é o presidente do Consórcio Nordeste responsável pela compra frustrada.

De acordo com o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), os 30 respiradores seriam usados na ajuda ao combate à covid-19.

O Governo repassou o valor ao Consórcio Nordeste em 06/04/2020, que, por sua vez, no dia 08/04/2020, efetuou o pagamento global antecipado via transferência bancária para a conta da empresa contratada HempCare.

Os respiradores nunca chegaram.

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, garante que o Governo apenas repassou o valor para o Consórcio do Nordeste após o grupo garantir a realização do negócio.

Pelo menos três compras feitas com diferentes empresas pelo Governo da Bahia são alvos de inquéritos do Ministério Público Federal (MPF).

A compra totalizou R$ 49 milhões.

Fonte: Farol da Bahia

COMPARTILHAR