Ex-ginasta acusa lenda olímpica de estupro em Copa do Mundo

3053

Uma bomba abalou o mundo da ginástica na terça-feira (17). A ex-ginasta ucraniana Tatiana Gutsu publicou no seu Facebook uma grave acusação contra o também ex-ginasta e lenda olímpica Vitaly Scherbo, de Belarus. Ela afirma que foi estuprada durante uma etapa da Copa do Mundo na década de 1990. Gutsu chamou o suposto agressor de ‘monstro’.

O episódio envolve dois atletas de alto nível do século passado. Enquanto Gutsu foi campeã olímpica do individual geral e por equipes em Barcelona-92, Scherbo é considerado por muitos como o melhor ginasta de todos os tempos, com seis medalhas de ouro em edições de Jogos Olímpicos.

A ucraniana, que hoje tem 41 anos, afirma que foi estuprada numa competição realizada na cidade alemã de Stuttgart, em 1991, quando eles defendiam a extinta União Soviética.

Foto Reprodução: Vitaly Scherbo, de Belarus

“Eu sobrevivi a você – Scherbo – e irei apoiar qualquer uma que quiser denunciar e que irá ganhar confiança em si mesma para ajudar outras”, diz na postagem, onde salienta que se manteve por anos intimidada.

Gutsu também atacou a ex-companheira de equipe Tatyana Toropova, que não teria denunciado o suposto estupro: “Essa sou eu sendo corajosa após 27 anos. Tatyana Toporova, que eu pensava que era minha amiga e colega no time nacional da URSS obrigado por não ser corajosa por mim quando precisei que você se levantasse, que me apoiasse e lutasse pelos direitos da mulher em um ato tão terrível. Não é não. Você estava lá, ouviu tudo e não fez nada para me proteger”, encerrou.

COMPARTILHAR