Ex-médico condenado por homicídio e esquartejamento é encontrado morto

636

Farah Jorge Farah, de 67 anos, teria se matado. Ele iria voltar a cumprir pena por ter matado e esquartejado a amante, em 2003

O ex-médico Farah Jorge Farah, de 67 anos, foi encontrado morto pela polícia, nesta sexta-feira, em a casa, na Zona Sul de São Paulo. Farah ficou conhecido após ser condenado a 14 anos e oito meses de prisão por matar e esquartejar a paciente e amante Maria do Carmo Alves, em 2003. Ele estava em liberdade após cumprir 4 anos da pena. Na quinta, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou a volta imediata do ex-médico ao presídio.

De acordo com informações da TV Globo, policiais precisaram de um chaveiro para abrir a porta da casa de Farah para cumprirem a ordem de prisão. Ao entrarem, encontraram Farah morto na cama, com um corte profundo na perna.

COMPARTILHAR