Explosão em petroleiro mata 92 pessoas e deixa outras 30 feridas na África

44

Explosão de petroleiro em Serra Leoa mata 92 pessoas e deixa dezenas de feridos

Informação da agência de notícias estadunidense Associated Press é de que pelo menos 30 pessoas estão gravemente feridas

A explosão de um petroleiro em Serra Leoa, no Oeste da África, deixou ao menos 92 mortos e dezenas de feridos, informaram as autoridades locais neste sábado, 6/11, citadas pela imprensa internacional.

O acidente ocorreu na noite de sexta-feira, 5, depois de um veículo atingir um caminhão-tanque que transportava combustível em Wellington, um subúrbio a leste de Freetown, capital do país.

Anteriormente, a Cruz Vermelha havia falado sobre a explosão de um depósito de combustível. “Estou triste ao saber de uma explosão ao longo da Bai Bureh Road, Wellington, depois que um caminhão que transportava combustível colidiu com outro caminhão”, lamentou a prefeita de Freetown, Yvonne Aki-Sawyerr.

“Os vídeos e fotos que circulam nas redes sociais são de partir o coração”, acrescentou ela, fazendo referência às imagens que mostram corpos carbonizados nas ruas.

Por sua vez, o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Mohamed Lamrane Bah, disse que há inúmeros feridos, muitos dos quais em estado crítico.

De acordo com a agência de notícias americana AP (Associated Press), um funcionário de um hospital relatou que cerca de 30 vítimas gravemente queimadas não devem sobreviver, o que pode aumentar ainda mais o número de mortes.

O presidente de Serra Leoa, Julius Maada Bio, que está em Glasgow participando da COP26, lamentou a tragédia.

“Profundamente perturbado pelos trágicos incêndios e pela terrível perda de vidas”, escreveu, no Twitter. “Minhas profundas condolências para com as famílias que perderam entes queridos e aqueles que foram mutilados como resultado. Meu governo fará de tudo para apoiar as famílias afetadas”.

COMPARTILHAR