FBF: Ademir Ismerim deve ser candidato a Presidente

527

O advogado especialista em Direito Eleitoral e ex-assessor Jurídico do Esporte Clube Bahia, Ademir Ismerim, deve ser o candidato da oposição a presidente da FBF (Federação Bahiana de Futebol) na eleição que deve ser realizada este ano.

Há meses, desportistas, jornalistas e radialistas ligados à imprensa esportiva, formaram um grupo de trabalho e vem fazendo um levantamento da situação da entidade e o desgaste da mesma muito em razão dos 18 anos e da má qualidade da atual gestão, que registra perdas enormes ao futebol baiano.

Essa equipe já identificou em Ismerim, confirmada a candidatura, o nome capaz de soerguer o prestígio e a moral da Bahia no cenário esportivo nacional.

A escandalosa reforma do Estatuto arquitetada no fim do ano passado para manutenção do “status quo”, estilo “Coreia do Norte”, adiantou os trabalhos dessa equipe que já mantém contatos com o pré-candidato.

A reforma foi uma adaptação ao que ocorreu na CBF que teve, inclusive, transmissão e participação ao vivo de internautas, e permite que o atual presidente possa ficar por mais 8 anos, se reeleito em 2022, o que completaria 26 anos de mandato, recorde na história da FBF que tem 110 anos.

O atual presidente, Ednaldo Rodrigues, que está na FBF desde 1987 e foi também vice, está no cargo há 18 anos e, ao lado do hoje assessor jurídico da entidade, ex-vice-presidente por uma década, Manfredo Lessa, nunca permitiram a realização de uma eleição democrática conseguindo se manter no cargo por meio de procurações assinadas com muita antecedência pelos presidentes de Ligas e Clubes, e sempre por aclamação.

Desde a primeira eleição e nas 3 vezes que o grupo se reelegeu, foi chapa única.

Essa chance hoje (2018), afirma o grupo de trabalho, não existe. Afirmam, inclusive, que estão preparados para evitar “golpe”.

O grupo já tem o novo Estatuto e acompanha todos os passos da FBF, e espera oficializar em breve o apoio público a candidatura de Ademir Imserim.

COMPARTILHAR