Governador explica nomeação de secretária condenada por fraude

470

A ex-prefeita do município de Barreiras, Jusmari Oliveira (PSD), foi nomeada na quinta-feira (21), pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), para assumir a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano. O que vem chamando a atenção, no entanto, é que Oliveira foi condenada, em maio deste ano, a três anos de prisão por supostamente ter fraudado a licitação para compra de remédios e materiais para hospital.

Segundo o Ministério Público Estadual da Bahia (MPE-BA), existem “provas sólidas” que comprovam que a licitação de R$ 5,9 milhões “não passou de uma fraude”. Agora com a nomeação, a ex-prefeita passará a ter foro privilegiado, podendo então ser julgada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

O Governo da Bahia explicou, por meio da assessoria de imprensa, que “a nova secretária é inocente enquanto não for julgado o recurso da sentença que a condenou em primeiro grau no início do seu governo. O processo encontra-se em análise em nível recursal”, disse.

Substituição

Jusmari ocupa a vaga deixada por Fernando Torres que entregou ao governador uma carta de exoneração. Torres pediu para voltar pra Brasília e reassumir o mandato de deputado federal, cuidando das emendas parlamentares voltadas para Feira de Santana. “Vou para novos desafios em Brasília neste momento muito delicado no cenário nacional”, comentou Torres.

O governador agradeceu os serviços prestados por Fernando Torres e disse que o convite feito a Jusmari fortalece a representatividade do interior do estado.

A ex-prefeita de Barreiras disse que ficou muito honrada com o convite do governador. “Sei que este será um grande desafio e vou assumir com muita garra e vontade. Quero aprender muito com o governador neste momento. A cada dia ele corre mais”, declarou Jusmari Oliveira.

COMPARTILHAR