Governo da Bahia abandona BA 120

564
Fotos: Tudo News

O trecho de aproximadamente 40 km está cheio de buracos, sem conservação e vai de Serra Preta a Riachão do Jacuípe

Motoristas que precisam se deslocar entre as cidades de Riachão do Jacuípe, a 186 km de Salvador que tem 35 mil habitantes, e Serra Preta a 155 km da capital baiana com 16 mil moradores, pela BA 120, correm sérios riscos de acidentes e perdas financeiras com danos nos veículos pela má qualidade da estrada estadual.

Ao longo dos 40 km de extensão metade dela – maior parte em Serra Preta – teve uma operação tapa buracos – com uma borra de asfalto sem qualidade – que já está se desfazendo, enquanto os outros aproximadamente 22 km, já em Riachão do Jacuípe, estão quase completamente esburacados ou já com apenas cascalho obrigando motoristas a viajar abaixo da velocidade mínima de acordo com o CTB (Código do Trânsito Brasileiro) que determina ao motorista não trafegar em velocidade inferior à metade que é permitido na via (80 km máxima/ 40 km mínima).

O curioso é que num dos locais com mais problemas uma placa de sinalização orienta o motorista a não ultrapassar como se fosse possível diante das péssimas condições da entrada.

Segundo informações preliminares, a manutenção do trecho seria do Consorcio da Bacia do Jacuípe, mas que alega constante falta total de recursos para realizar serviços de melhoria.

O grave é que, enquanto o Consórcio alega impossibilidade e o Estado não agir, vidas e patrimônios de muitos baianos correm risco.

O prefeito de Riachão do Jacuípe é Zé Filho, do PSD, e o de Serra Preta, é Rogério Serafim (Aldinho), do PTN, ambos da base do governador Rui Costa.

Galeria: ‘Não ultrapasse’. Dá?

COMPARTILHAR