Governo da Bahia discrimina comunicadores na vacinação

307
Foto Ilustrativa

A Comunicação Social é composta de Cinema, Marketing e Publicidade, Jornalismo, Radialismo e Relações públicas, mas o Estado se preocupou apenas os jornalistas e cinegrafistas

Em reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite) realizada nesta terça-feira, 18/5, foi aprovada a inclusão de jornalistas com idade superior a 40 anos na vacinação contra a covid-19. O grupo prioritário abrange ainda cinegrafistas e blogueiros registrados, mas não inclui radialistas registrados de acordo com a Lei 6.61578, regulamentada pelo Decreto 84.134/79. Esses profissionais também acompanham vacinação e situações em hospitais.

Para tomar a vacina, será necessário apresentar carteira profissional ou carta da empresa onde trabalha. A ideia é proteger os profissionais que estão em risco desta classe essencial para a sociedade”, explica o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que não incluiu os radialistas.

Na reunião, ficou definido ainda que 70% das doses recebidas serão destinadas à continuidade da vacinação de grupos prioritários definidos no PNI (Plano Nacional de Imunização), do Governo Federal. Os demais 30% serão usados para vacinar a população em geral, com idade de 18 a 59 anos, de forma escalonada.

A decisão da CIB será publicada no Diário Oficial do Estado na próxima quinta-feira, 20.

Fonte: Ascom Sesab

COMPARTILHAR