Igrejas da deputada Flordelis fecham as portas

369
Flordelis e o ex-marido, pastor Anderson / Foto: Reprodução Internet

O escândalo que envolve a deputada federal Flordelis, acusada de ordenar a morte do marido Anderson do Carmo, repercute também nas atividades religiosas da parlamentar. De acordo com o jornal Extra, quatro das cinco filiais da igreja coordenada por ela fecharam as portas.

Antes do assassinato de Anderson, em junho do ano passado, a igreja de Flordelis tinha a sede em São Gonçalo e mais cinco filiais. Agora, apenas a sede e uma filial em Piratininga ainda funcionam, segundo o jornal.

Ainda segundo o jornal, no meio evangélico a aposta é que o fim de todas as igrejas de Flordelis está próximo.  Anderson do Carmo era o presidente do Ministério Flordelis e atraía fiéis pelas suas pregações, conhecidas por serem extrovertidas e cativantes. Flordelis, por outro lado, chamava o público principalmente por sua performance como cantora nos cultos, além de atuar como conselheira dos frequentadores.

Com a morte de Anderson, em junho do ano passado, e as revelações da existência de um plano dentro da família para assassiná-lo, a deputada começou a ver a debandada de frequentadores e integrantes da igreja, alguns da própria família.

Para agravar a situação, um dos filhos afetivos de Flordelis, o pastor Carlos Ubiraci, foi preso no último dia 24 acusados de envolvimento no crime. Ele assumiu a presidência do Ministério Flordelis após o assassinato e comandava a filial de Piratininga, única ainda em funcionamento.

Fonte: Extra

COMPARTILHAR