Instituição sem fins lucrativos pode receber verba para combate à covid-19

216

Para concorrer aos recursos, a inscrição deve ser feita até o dia 19 de agosto

Instituições sem fins lucrativos que oferecem atendimento a crianças, adolescentes, idosos e à população com deficiência e em situação de rua podem se inscrever e receber recursos para ações de combate à pandemia até 19 de agosto. Também serão contempladas instituições que atendam povos e comunidades tradicionais e mulheres em situação de vulnerabilidade.

No total, serão destinados R$ 3 milhões. Cada região do país, vai ser beneficiada com R$ 600 mil reais. Os recursos são do projeto Arrecadação Solidária criado para apoiar instituições que atuam com trabalho voluntário junto a grupos vulneráveis da sociedade. O projeto é uma realização do Pátria voluntária, coordenado pela Casa Civil, conjuntamente com a Fundação Banco do Brasil. Foi criado para atender às demandas emergenciais de combate à pandemia.

A secretária-executiva do Programa Pátria Voluntária, Adriana Pinheiro, explicou como serão escolhidas as entidades que vão receber os recursos. “Faremos uma análise bem detalhada e verificaremos desde a situação cadastral até o público atendido pela instituição, além da idoneidade moral e social. Essas análises são detalhes necessários que precisam ser realizados, tanto pela transparência que mantemos em todas as ações desenvolvidas pelo programa, como para as instituições, que, depois de apontadas como aptas, poderão de fato concorrer ao benefício”, disse.

Para participar

As propostas podem ser apresentadas no endereço www.patriavoluntaria.org. Para participar, a instituição tem de estar cadastrada na plataforma do Pátria Voluntária.

Uma série de critérios será levado em consideração na hora da aprovação das propostas. Entre eles, a diversidade do público a ser atendido; o tipo de ação; a abrangência; o índice de desenvolvimento humano (IDH) do município e o tempo de existência da instituição.

O valor mínimo de investimento por proposta é de R$ 100 mil e o valor máximo, de R$ 400 mil. Serão apoiadas ações que visem a compra e distribuição de alimentos e materiais de higiene. O prazo de execução deverá ser, no máximo, de 3 meses, podendo ser prorrogado por igual período. A instituição deverá devolver o recurso não executado.

O resultado das instituições beneficiadas será publicado no dia 28 de agosto, também no site do Pátria Voluntária.

Doações

Na página do Pátria Voluntária, quem quiser também pode ajudar quem mais precisa, especialmente durante o momento de pandemia. As doações podem ser feitas para o Arrecadação Solidária. O programa já arrecadou quase R$ 11 milhões e atendeu 255 instituições.

“Mais de 120 mil pessoas já foram impactadas pelos benefícios da Arrecadação Solidária. Junto com a parceria da Fundação Banco do Brasil, temos conseguido levar mais conforto e acolhimento para muitas pessoas em todo o nosso país”, completou Adriana Pinheiro.

Fonte: gov.br

COMPARTILHAR