Ladrões roubam casa de Paolo Rossi durante funeral

141
Ex-atacante italiano Paolo Rossi

Bandidos levaram joias e um relógio do ex-atacante

Assaltantes invadiram a casa do ex-atacante italiano Paolo Rossi em Bucine, na região da Toscana, no sábado, 12/12, dia do funeral do ex-jogador.

O furto foi descoberto por um colaborador da família Rossi, que logo alertou a esposa do campeão do mundo, Federica Cappelletti.

Os bandidos teriam quebrado uma janela para entrar na residência e levado joias e um relógio de “Pablito”.

No mesmo dia, o funeral de Paolo Rossi acontecia na Catedral de Vicenza, cidade onde ele jogou antes de virar ídolo na Juventus e que fica a cerca de 300 quilômetros de Bucine. A polícia já fez uma perícia na casa para verificar possíveis impressões digitais.

“Um ato vil e vomitável como esse é verdadeiramente impensável. Que as forças de ordem façam de tudo para descobrir os responsáveis. Toda a minha solidariedade à família de Paolo Rossi”, escreveu no Twitter Dario Nardella, prefeito da capital da Toscana, Florença.

Morto na última quarta-feira, 9, aos 64 anos, vítima de câncer de pulmão, o ex-atacante foi cremado neste domingo, 13, em Perúgia, cidade de origem da esposa e onde ele também atuou.

Campeão do mundo com a Azzurra em 1982, Paolo Rossi é um dos maiores ídolos do futebol italiano e também colecionou títulos com a Juventus, incluindo dois na Série A, um na antiga Copa dos Campeões, um na Supercopa Italiana e um na Copa da Itália.

Na Copa de 1982, “Pablito” marcou 3 gols na histórica vitória sobre o Brasil de Telê Santana (3 a 2), dois na semifinal contra a Polônia (2 a 0) e um na decisão contra a Alemanha Ocidental (3 a 1), terminando como artilheiro e Bola de Ouro do torneio.

COMPARTILHAR