Marisa Letícia: médicos afirmam que não há fluxo cerebral

368

Os médicos que cuidam da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva informaram nesta quinta-feira (2) que exames detectaram que não há fluxo cerebral. Familiares do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já teriam inclusive autorizado a doação de órgãos.

O quadro de Dona Marisa apresentou uma piora no início da noite de quarta-feira (1°) e ela voltou a ser sedada, informou o médico Roberto Kalil Filho, chefe da equipe do Hospital Sírio-Libanês que cuida da paciente. O sedativo tinha sido retirado na terça-feira (31).

Um doppler realizado no fim da noite passada constatou que Marisa tinha circulação mínima de sangue no cérebro.

Segundo Kalil, o quadro da ex-primeira-dama é “irreversível”. De acordo com ele, Dona Marisa havia apresentado melhora depois que os sedativos que a mantinham em coma induzido foram retirados, mas o estado de saúde piorou a partir das 16h de quarta-feira (1°), levando a equipe a retomar os remédios.

Dona Marisa passou mal no apartamento em que mora no início da tarde de 24 de janeiro, e foi levada a um pronto-socorro da cidade, de onde foi transferida de ambulância para o Sírio-Libanês. Após passar por uma operação para estancar o sangramento no cérebro, Dona Marisa foi conduzida à UTI.

O ex-presidente Lula por meio de rede social Facebook autorizou a doação de órgãos:

COMPARTILHAR