Ministro Fachin manda prender Joesley e Saud

483

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin determinou a prisão temporária dos delatores da J&F Joesley Batista e Ricardo Saud, acatando pedido de prisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A prisão do ex-procurador da República Marcello Miller, que também foi pedida por Janot, não foi autorizada. A Polícia Federal pode acatar a decisão e prender a dupla ao longo deste domingo ou até mesmo nesta segunda-feira.

A prisão foi autorizada por conta das suspeitas de que ambos, beneficiados pela delação premiada, teriam omitido informações dos investigadores. No caso de Marcello Miller, existe a suspeita de conduta criminosa quando ele ainda integrava o Ministério Público, atuando no órgão para beneficiar a J&F. Miller, que deixou a carreira de procurador em abril, é citado em conversa entre Joesley e Saud. O teor do diálogo sugere que o ex-auxiliar de Janot auxiliou os executivos do grupo empresarial a negociarem os termos da delação premiada com a PGR.

 

COMPARTILHAR