Palmeiras precisou do 1º tempo para vencer o Bahia

162
Willian, atacante da SE Palmeiras

Palmeiras venceu com tranquilidade o Bahia. Time de Abel Ferreira entrou no G4. O Bahia fica cada vez mais perto da zona do rebaixamento

Em partida válida pela 25ª rodada do Brasileirão 2020, o Palmeiras venceu por 3 a 0 o Bahia, no Allianz Parque, com gols de Willian, Raphael Veiga e Rony.

O resultado coloca momentaneamente o Verdão em quarto lugar no campeonato, com 41 pontos. O Tricolor de Aço chega a sua quinta derrota consecutiva, se aproximando do Z4. Os comandados de Mano Menezes ocupam a 14ª posição e estão a quatro pontos do Vasco, primeiro time na zona do rebaixamento.

Com 15 segundos de jogo, Gilberto quase abriu o placar. O atacante aproveitou a desatenção do sistema defensivo palmeirense e chutou de fora da área, obrigando Weverton a fazer boa defesa.

Após resistir a pressão inicial dos visitantes, o Verdão encontrou espaços e abriu o placar aos 6 minutos. Breno Lopes recebeu na direita e esperou a ultrapassagem de Mayke. O lateral cruzou na área e o goleiro Douglas não conseguiu afastar o perigo. A bola sobrou nos pés de Willian, que apenas empurrou para dentro.

Apesar do gol sofrido, o Tricolor de Aço não desanimou e seguiu com a mesma tática, explorando o lado esquerdo com Ramírez e tentando lançamentos em profundidade buscando o camisa 9.

O Bahia controlava a posse, mas era o Palmeiras quem conseguia criar as melhores chances. Aos 26, Kuscevic aproveitou escanteio e testou firme para o gol, forçando Douglas a espalmar a bola.

Quando o Alviverde conseguiu se organizar no ataque, chegou ao segundo tento. Breno Lopes tabelou com Mayke. Matheus Bahia chegou por trás e derrubou o atleta palmeirense na área. Rafael Traci marcou pênalti e Raphael Veiga converteu a penalidade chutando no ângulo direito do goleiro.

Logo após o segundo gol, Ramírez ficou muito perto de diminuir a desvantagem. O colombiano recebeu pela direita e chutou com efeito. A bola encobriu Weverton, mas foi centímetros ao lado do gol.

Os visitantes cediam cada vez mais espaços e o Verdão aproveitou. Raphael Veiga deu ótimo lançamento para Rony. O atacante dominou com estilo, conduziu e chutou com a direita. O chute teve um leve desviou em Juninho e entrou na meta de Douglas.

Na volta do intervalo, Vitor Castanheira tirou Gustavo Gómez e Rony, visando o duelo na Libertadores contra o Libertad. Mano Menezes respondeu colocando mais velocidade em campo, com Rossi, Clayson e Nino Paraíba.

Com as substituições, o Bahia tentava explorar os lados do campo. Rossi avançou em velocidade pela direita e mandou na área. Gabriel Menino acompanhava o lance e quase fez contra, mas Weverton espalmou para cima, mandando para escanteio.

Os visitantes chegavam com perigo e quase conseguiam o primeiro gol. Pela direita, Nino Paraíba invadiu a área e manda uma bomba para Weverton espalmar. Na sequência a bola voltou e Ronaldo chutou firme, mas o goleiro palmeirense fez nova defesa.

Com sangue novo em campo, o Palmeiras voltou a ter o domínio da partida e quase chegou ao quarto gol. Primeiro, em falta cobrada por Gustavo Scarpa. A chance mais clara foi desperdiçada por Gabriel Silva. O jovem ficou sozinho com Douglas, mas chutou com muita força, por cima.

Nos minutos finais, o Bahia parecia sentir o desgaste físico e não conseguia chegar de forma organizada ao ataque. O Verdão por outro lado queria mais. Em chute desviado de Scarpa, a bola quase entrou. No lance seguinte, Kuscevic carimbou a trave novamente após cobrança de escanteio.

Ficha Técnica

Palmeiras 3 x 0 Bahia

Data: 12 de Dezembro de 2020

Horário: 19h

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP

Árbitro: Rafael Traci-SC

Assistentes: Kleber Lucio Gil-SC e Helton Nunes-SC

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira-SC, Christiano Gayo Nacimento-DF e Thiaggo Americano Labes-SC

GOLS: Palmeiras – Willian (6’/1ºT ), Raphael Veiga (35’/1ºT ) e Rony (42’/1ºT )

CARTÕES AMARELOS: Palmeiras – Empereur (18’/2ºT ) – Bahia – Ramírez (17’/2ºT), Clayson (20’/2ºT), Gregore (32’/2ºT)

Palmeiras: Weverton, Mayke, Kuscevic, Gustavo Gómez (Empereur, 1’/2ºT) e Matías Viña (Marcos Rocha, 24’/2ºT); Emerson Santos (Luan, 28’/2ºT), Gabriel Menino, Rony (Gabriel Silva, 1’/2ºT), Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, 14’/2ºT), e Breno Lopes; Willian. Técnico: Vitor Castanheira

Bahia: Douglas Friedrich; Ernando, Anderson Martins (Nino Paraíba, 1’/2ºT), Juninho e Matheus Bahia (Clayson, 16’/2ºT); Zeca, Gregore, Ronaldo e Índio Ramírez (Fessin, 25’/2ºT); Rodriguinho (Rossi, 1’/2ºT) e Gilberto (Gabriel Novaes, 14’/2ºT). Técnico: Mano Menezes

COMPARTILHAR