Partiu Estágio assina contrato com 1.215 universitários

1070
Foto: Manu Dias / GOVBA

Viver a rotina de uma organização, colocando em prática os ensinamentos adquiridos na faculdade, é um dos primeiros passos para uma carreira de sucesso. Na Bahia, mais 1.215 universitários vão ter essa oportunidade, através do Partiu Estágio. A assinatura de contrato dos estudantes ocorreu na manhã desta terça-feira (9), com a presença do governador Rui Costa, em cerimônia realizada nas instalações do Senai Cimatec, em Salvador.

“O grande destaque do Partiu Estágio é por ele oferecer oportunidade de forma igualitária aos inscritos e pelo cunho social. Estágio sempre existiu no Estado. Isso não é novidade. Mas, antes, o ingresso dos estagiários era definido por cada órgão e secretaria. E o método, geralmente, acabava sendo por relacionamento. O Partiu Estágio veio para mudar essa realidade, com um processo único de acesso, realizado com transparência pela internet e, o mais importante, priorizando os que vêm de escolas públicas, garantindo oportunidade para os que mais precisam”, destacou o governador, idealizador do programa.

Os selecionados pelo Edital 01 de 2019 do Partiu Estágio são estudantes de faculdades e universidades estaduais, federais ou privadas instaladas no território baiano e vão ocupar vagas de estágio em secretarias e órgãos do Governo do Estado. De acordo com o titular da Secretaria da Administração do Estado (Saeb), Edelvino Góes, “o Partiu Estágio foi a maneira que a gestão estadual encontrou para ter um critério único e uniforme para contratação de estagiários no setor público. Esse formato tem dois critérios básicos, que é o estudante estar inscrito no CadÚnico ou ser oriundo de escolas públicas, o que acabou conferindo um caráter social ao programa”.

Neste edital, também foram convocados candidatos apenas para a Secretaria da Educação, nos cursos de Licenciatura em Letras, Matemática e Educação Física, para atender ao projeto de Reforço Escolar nas instituições estaduais de ensino. Além dos já contratados, mais cinco mil vagas para o projeto de reforço escolar foram disponibilizadas pelo programa. As inscrições, que começaram no dia 26 de março, seguem abertas até esta terça (9 de abril). O edital pode ser conferido no site da Saeb.

Pontapé na carreira

Os jovens são maioria entre os selecionados. Com apenas 20 anos, Laila Miranda é estudante do 5º semestre de Jornalismo, na Faculdade Social da Bahia, e já vai iniciar a carreira atuando na Agência de Fomento do Estado (Desenbahia).

“Esse programa é importante porque ele dá oportunidade de a gente se aperfeiçoar, conhecendo diversos ambientes, principalmente em órgãos do Estado, onde se pode fazer de tudo um pouco e conhecer diversos segmentos dentro da nossa área de estudo”, avaliou a estudante.

Outro jovem que vai iniciar a carreira com o suporte do Programa Partiu Estágio é o estudante de Engenharia Civil da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Jailton Farias, de 25 anos. “Estou muito feliz por ter a primeira experiência profissional na Engenharia. Acredito que ter a oportunidade de trabalhar com engenheiros experientes vai fazer toda a diferença na minha carreira”, disse o estudante, que foi selecionado pela Companhia de Transportes da Bahia.

Inclusão

Entre os que assinaram contrato nesta terça-feira, há também estudantes mais velhos, como é o caso do baiano Divanildo Pereira, de 50 anos. Portador de deficiência auditiva, ele é estudante de Administração pelo Instituto Federal da Bahia (Ifba) e foi selecionado para estagiar na Superintendência da Pessoa com Deficiência, da Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS). “Esse estágio chegou na hora certa. Às vezes a pessoa com deficiência, diante das dificuldades, pensa em desistir, mas o deficiente tem que olhar para a vida com clareza, pensar em crescer, melhorar, porque é possível”, ressaltou.

Partiu Estágio

Desde 2017, quando foi lançado, o Partiu Estágio já contratou 7.784 estudantes. O contrato é de um ano e a carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, totalizando 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da administração pública. Além da bolsa-estágio no valor de R$ 445, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado proporcional.

Fonte: secom.ba.gov.br

COMPARTILHAR