PF faz busca na casa do secretário de Segurança e duas desembargadoras da Bahia

235

A Polícia Federal, atendendo à decisão do (Superior Tribunal de Justiça), deflagrou hoje, 14/12, as 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste. O objetivo é a desarticulação de possível esquema criminoso voltado à venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desta vez, com a participação de integrantes de outros poderes, que operavam a blindagem institucional do esquema.

São investigados possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência. Entre os investigados está o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, que ficará afastado por 180 dias do cargo.

A Polícia Federal amanheceu na casa do titular da área da Segurança do primeiro escalão do governador Rui Costa (PT) para cumprimento de mandado de busca e apreensão.

Na manhã de hoje, estão sendo cumpridos 36 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Barreiras, Catu e Uibaí, na Bahia, e Brasília, no Distrito Federal, bem como a determinação de prisão temporária de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, a prisão preventiva do operador de um juiz, além do afastamento do cargo e função de todos os servidores públicos envolvidos nestas fases.

A decisão foi expedida pelo Ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça.

COMPARTILHAR