Polícia conclui inquérito sobre policial morto em assalto à farmácia

375

Único foragido do caso do assassinato da PM Aldo Carvalho Santos, 46 anos, morto durante assalto à farmácia Drogasil do bairro da Pituba, em janeiro deste ano, Vitor Santos da Silva Pires, 22 anos, foi preso no Nordeste de Amaralina, na localidade conhecida como Areal.

Com mandado de prisão em aberto pelo homicídio, ele foi um dos oito presos durante a ocupação da Rondesp/Atlântico e da Patamo no complexo do Nordeste de Amaralina. De acordo com o coordenador da Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública que investiga morte de policiais, o delegado Odair Carneiro informou que, com a prisão de Vitor, o caso está elucidado.

“Conseguimos prender todos os envolvidos na morte do sargento. E agora, graças ao trabalho da Polícia Militar, concluímos o inquérito,” destacou o delegado.

Vitor foi encontrado ferido com um tiro na perna, resultado de um confronto ocorrido na tarde de ontem (20), com uma guarnição da 40ª Companhia Independente da Polícia Militar (Nordeste de Amaralina), na região conhecida como Sucupira.

COMPARTILHAR