Prefeito é assassinado em zona rural

725
Ex-prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes

O governo de Mato Grosso anunciou a criação de uma força-tarefa composta por integrantes das polícias Civil e Militar para identificar os responsáveis pelo assassinato do prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes. Ontem (15), por volta das 18h30, o político foi atingido por vários disparos de arma de fogo quando chegava à zona rural da cidade, localizada a mil quilômetros de Cuiabá. A região é conhecida por registrar diversos conflitos por disputa de terras.

Em nota, o governador do estado, Pedro Taques, informou que irá ao município com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública para acompanhar as buscas aos suspeitos e as investigações do homicídio. O secretário municipal de Finanças, Admilson Ferreira dos Santos, que acompanhava o prefeito, também foi baleado e está internado em um hospital da cidade.

Afastamento

Em agosto último, os vereadores de Colniza (1.064 km de Cuiabá) aprovaram o afastamento do prefeito Esvandir Antônio Mendes (PSB), por 90 dias. Segundo o presidente da Câmara, Rodolfo Cezar Andrade Gonçalves (PSDB), ele é acusado de ter utilizado indevidamente os recursos de arrecadação da iluminação pública para pagar a folha salarial dos servidores e os gastos com energia elétrica dos prédios públicos. Oito vereadores votaram a favor do afastamento e apenas um se absteve. O vice-prefeito Celso Garcia Leite (PT) assumiu a prefeitura.

COMPARTILHAR