PRF apreende 562 peças de roupas falsificadas e sem nota na Bahia

148
Foto: Nucom / PRF/BA

Entre o material apreendido, foram encontradas camisas de marcas mundialmente famosas, notoriamente falsificadas, como Lacoste, Calvin Klein, Nike, Puma, Tommy Hilfiger, Gucci, Colcci

A Polícia Rodoviária Federal segue firme no combate aos crimes de contrabando e
de ordem tributária. Uma fiscalização na manhã deste sábado, 1º/07, resultou na apreensão de quantidade expressiva de produtos sem nota fiscal.

Tudo começou após abordagem a um FIAT/Dôblo no quilômetro 225 da BR 242, trecho do município de Itaberaba, na Chapada Diamantina. O veículo era conduzido por um homem de 27 anos, que estava acompanhado do ‘carona’ de 30 anos de idade.

Durante vistoria ao interior do carro, os policiais encontraram fardos de vestuários e entre as mercadorias camisas notoriamente falsificadas, de marcas internacionalmente conhecidas como Lacoste, Calvin Klein, Nike, Puma, Tommy Hilfiger, Gucci, Colcci, entre outras. Ao todo foram apreendidas 562 peças de vestuários.

Na fiscalização, ficou constatado que os produtos estavam desacompanhados da devida documentação fiscal, o que constitui crime tributário e fiscal. Os produtos que saíram da cidade de Feira de Santana abasteceriam lojas e o mercado informal de cidades do interior da Bahia.

Esses produtos falsificados são muitas vezes vendidos em lojas e revendidos como sendo originais. O consumidor que compra o produto é lesado financeiramente e também corre riscos ao utilizar um produto que não segue os critérios de qualidade.

Por causa da sonegação fiscal o Brasil deixa de arrecadar bilhões em impostos por ano. Recolher menos impostos é o mesmo que dizer: “menos saúde, menos escolas, menos hospitais, menos segurança”.

O condutor, o passageiro, o veículo e as mercadorias foram apresentados na Delegacia de Polícia Judiciária para instauração dos procedimentos cabíveis.

Fonte: Nucom / PRF/BA

COMPARTILHAR