PRF usa equipamento especial para identificar alcoolemia

239
Foto: Ascom PRF / BA

Pequenos, leves e eficientes, os etilômetros passivos deram maior celeridade às abordagens realizadas pelos Policiais Rodoviários Federais

Policiais Rodoviários Federais em ações da Operação Nossa Senhora Aparecida, realizam um comando de alcoolemia no município de Simões Filho. As atividades, foram iniciadas por volta das 14h de ontem, 11, e contaram com novidade adquirida pela Instituição na Bahia, o bafômetro passivo. A operação termina na segunda-feira, 15.

Este equipamento, capta a presença de álcool dentro do carro abordado e, em seguida, indica se o condutor deve realizar o teste tradicional, assoprando o bafômetro. Caso não seja constatada a presença de álcool, o aparelho acende uma luz verde e o policial libera o motorista. Se existir algum indício, ainda que mínimo, aparece uma luz amarela. Já a luz vermelha indica que, no local, há muito álcool, o que significa que o condutor, realmente, tem que ser parado e submetido ao teste de alcoolemia pelo bafômetro tradicional.

O processo realizado pelo etilômetro passivo chega a ser cinco vezes mais rápido que os equipamentos que eram utilizados nas operações anteriores. A ferramenta é uma maneira mais eficaz de prevenção a acidentes no trânsito causados pelo álcool.

O motorista que recusar o teste do bafômetro recebe uma multa no valor de R$2.934, além da suspensão da carteira de motorista por 12 meses.

COMPARTILHAR