Registros do carnaval em hospitais estaduais caem em relação a 2017

165
Fotos: Mateus Pereira / GOVBA (Arquivo)

Nos primeiros dias de carnaval em Salvador, os hospitais da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registraram, até às 18h de sábado (10), 24 atendimentos relacionados à festa. Em 2017, os dados contabilizam 30 atendimentos até 18 horas do sábado, o que representa uma queda de 20% nas ocorrências que necessitaram ser encaminhadas aos hospitais.

Os postos de testagem para infecções sexualmente transmissíveis iniciaram o atendimento ontem às 16h. Ao todo, 492 pessoas realizaram testes rápidos. Foram quatro positivos para HIV, sete para sífilis e um para hepatite C. Todos com resultado positivo receberam as orientações e encaminhamento para início do tratamento. Os postos funcionam das 16h até 1h do dia seguinte. Para intensificar a prevenção, já foram distribuídos cerca de 278 mil preservativos.

Hemoba

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), recebeu da última quinta-feira até hoje, sábado, um total de 258 candidatos à doação de sangue. Destes, 202 foram considerados aptos e efetivaram a doação. Este ano, durante os dias de Carnaval, a Hemoba manteve a estratégia de coleta especial para o período de Carnaval.

O atendimento aos interessados em realizar doação de sangue e cadastro de medula aconteceu dentro do fluxo normal, em todas as unidades do estado. Hoje, o hemocentro coordenador, localizado na Ladeira do HGE, funcionou das 7h30 às 12h30. Amanhã, domingo (11), não haverá atendimento para doação de sangue. Na segunda e terça-feira (12 e 13), o funcionamento será das 7h30 às 18h30 e na quarta-feira de cinzas, o funcionamento será a partir das 13h.

Com o slogan “Pro Carnaval ser só alegria, só com muita solidariedade”, a campanha da Hemoba para captação de bolsas de sangue para o Carnaval de 2018 tem como objetivo reforçar o estoque e garantir o atendimento tranquilo e seguro das possíveis demandas emergenciais durante o período da folia.

Vigilância sanitária

A Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental está realizando, de ontem até o próximo dia 13, em Salvador e Região Metropolitana, ações de fiscalização, investigação e monitoramento, com o objetivo de reduzir e eliminar riscos sanitários, que aumentam exponencialmente no período de Carnaval. Para tanto, a DIVISA mobilizou equipes atuantes em diversos setores para executar as atividades.

Ontem, equipes de vigilância sanitária realizaram ação educativa em estabelecimentos de hotelaria, voltada para prevenção do HIV, Aids e Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Foram fiscalizados 104 estabelecimentos e distribuídos preservativos. Foram identificados alguns estabelecimentos com Alvará Sanitário vencido, contudo apresentaram protocolo de solicitação de renovação à VISA municipal.

Os responsáveis pelos estabelecimentos também foram orientados quanto à realização de ações de controle do mosquito Aedes aegypti e ações educativas voltadas para a Campanha #ZiKaZero do Ministério da Saúde.

No monitoramento de riscos nas unidades de saúde foram inspecionados quatro unidades hospitalares de grande porte que prestam serviço de urgência e emergência, no sentido de analisar os indicadores de IRAS, com vistas a identificar as não conformidades relacionadas à assistência, não sendo identificada nenhuma situação que representasse risco imediato para os usuários.

Corregedoria

Para garantir o cumprimento das escalas dos plantões, a corregedoria da Sesab está fazendo vistorias nas unidades do estado. Nos primeiros dias de carnaval, das nove fiscalizadas, houve notificações a profissionais de cinco.

 

COMPARTILHAR