Rússia registra a primeira vacina contra a covid-19 do mundo

521
Foto: Reprodução Internet

A notícia foi dada em uma videoconferência nesta terça-feira, 11

A Rússia desenvolveu a “primeira” vacina contra o coronavírus, que provoca uma “imunidade duradoura”, declarou nesta terça-feira, 11/08, o presidente Vladimir Putin durante uma videoconferência com integrantes do governo exibida pela televisão. A expectativa é que o país marque uma data para iniciar a imunização. A intenção do presidente é fazer a vacinação em outubro.

“Esta manhã, pela primeira vez no mundo, foi registrada uma vacina contra o novo coronavírus”, disse Putin. “Sei que é bastante eficaz, que dá uma imunidade duradoura”, completou.

Putin ainda anunciou que uma das filhas foi inoculada com a vacina. “Uma das minhas filhas tomou esta vacina. Acho que ela participou nos experimentos”, disse Putin, segundo a agência Interfax, poucos minutos depois de anunciar a homologação.

A Rússia é o quarto país com mais casos de coronavírus no mundo. São 897 mil confirmações da doença e mais de 15 mil mortes.

De acordo também com a OMS, existem atualmente mais de 160 substâncias candidatas a vacina contra a covid-19 em desenvolvimento em todo o mundo. Para ser aprovada, a vacina precisa suceder em todas as etapas. As fases 1 e 2, feitas em dezenas e centenas de pessoas, respectivamente, têm como objetivo avaliar se o imunizante é seguro, a partir da observação de seus efeitos colaterais. Também buscam saber se ele estimula o sistema imunológico a combater o vírus. Na fase 3, a vacina é testada em larga escala para ver se funciona antes de poder ser liberada para toda a população.

COMPARTILHAR