Salvador: Bairro do IAPI estaria sob toque de recolher

1294

O anúncio de um suposto toque de recolher fez com que alguns comerciantes do bairro do IAPI, em Salvador, não abrissem as portas dos estabelecimentos nesta terça-feira (27/9). A informação está circulando na região em áudios pelo aplicativo Whats’App, após um homem ter sido morto e outras duas pessoas ficarem feridas, na noite de ontem (26/9), em confronto com policiais militares.

Segundo informações do Departamento de Comunicação Social da PM-BA, o policiamento no IAPI e adjacências está reforçado desde a madrugada de hoje por policiais da 37ª CIPM, da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp BTS e da Operação Gêmeos.

Ainda de acordo com o DCS, apesar dos boatos, o comércio e o transporte público estão operando dentro no local e a Polícia Militar está garantindo a segurança da população.

Morte de traficante

João Lenon Santos Oliveira, 27 anos, morreu (que seria o chefe do tráfico na Divinéia) e outros dois foram baleados durante um atentado no bairro do Pero Vaz, em Salvador. O comandante da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Liberdade), major Ricardo José, informou que o ataque aconteceu por volta das 19h de terça-feira (26/9) na Rua Meireles.

Ainda de acordo com o oficial, as vítimas não foram identificadas. “No local, ninguém soube dizer como tudo aconteceu”, resumiu José. Agentes da 37ª CIPM foram acionados e isolaram a área do crime até a chegada do Departamento de Polícia Técnica (DPT), o que não tinha acontecido até a publicação desta matéria.

Um dos baleados morreu na hora, enquanto os outros dois foram encaminhados para o Hospital Ernesto Simões Filho, no bairro do Pau Miúdo. O estado de saúde deles não foi revelado. O caso foi informado e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ocupação policial

Hoje, o bairro do IAPI e comunidades amanheceram sob fforte o policiamento reforçado. Equipes do Batalhão de Choque, da Operação Gemeos e da Rondesp Baía de Todos os Santos mantém a rotina do local, após moradores denunciarem a circulação de áudios via redes sociais sobre o fechamento do comércio, por conta da morte do traficante João Lenon Santos Oliveira, 27 anos, na noite de ontem.

Mais conhecido como Jonh Lenon e com passagens pela polícia por tráfico e associação, o traficante continuava comandando o comércio de entorpecentes na região da Divinéia, no IAPI, e foi executado ontem, por volta das 19h, no Pero Vaz. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o crime.

“Estamos em todo o bairro para garantir a rotina das pessoas. Qualquer informação sobre a movimentação de criminosos pode ser enviada através do Disque-Denúncia (71) 3235-0000 e 190”, afirmou o comandante da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (Liberdade), major Ricardo Silva, lembrando que, os ônibus estão circulando no bairro.

COMPARTILHAR