Salvador: Emergências de hospitais particulares lotam na segunda do “atestatite”, dia do atestado

2173
Foto enviada pelo Whats'App

As emergências de alguns dos principais hospitais particulares estavam lotadas na manhã desta segunda-feira, dia 21, com o atendimento demorando até 4h apesar de um ser um local onde deve haver rapidez e agilidade.

Em contato com profissionais que trabalham no setor, a segunda-feira pode ser considerado o dia do “atestatite”, ou seja, muitos pacientes procuram as emergências por estarem, em muitos casos, com mal-estar, pressão alta, enjoos e precisam de atendimento e atestado para justificar no trabalho. Mais de 70% dos pacientes precisam e pedem atestado na segunda, o que não ocorre nos outros dias da semana. A espera irrita pacientes e acompanhantes.

Segundo ainda essas pessoas, não é que haja conveniência dos pacientes, mas o relaxamento do fim de semana (bebida alcoólica e comidas gordurosas em excesso) provoca essa situação em todas as emergências, seja de hospital particular ou público, onde a situação ainda é mais grave.

Num desses hospitais particulares, pacientes reclamavam porque com a tal triagem a demora parece maior porque o paciente passa inicialmente por uma enfermeira, diz o que sente e depois é encaminhado para o médico.

Nem sempre ou quase sempre, disseram esses profissionais, a estrutura está preparada para a demanda que é duas ou três vezes maior na segunda-feira em relação a terça a sexta-feira.

Alegam que não dá para preparar uma equipe para atender 350 a 450 pessoas na segunda e na terça em diante 150 a 200 pessoas. Nem mesmo a estrutura da unidade hospitalar está preparada nem vai ser.

COMPARTILHAR