Salvador: Grupo empresarial doa alimentos a famílias de baixa renda

94
Foto: Ascom Grupo JCPM

Com a suspensão de várias atividades econômicas para reduzir a circulação de pessoas nas ruas devido à gravidade da pandemia, o Grupo JCPM – que administra o Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping – realiza até 28/03 novas doações de alimentos. As entregas começaram ontem, dia 23/03 e, no total, serão cerca de 1.100 cestas básicas distribuídas na capital baiana. Entre os beneficiados estão famílias de jovens matriculados no Instituto JCPM e pessoas em situação de vulnerabilidade social atendidas por oito instituições sociais que atuam nos bairros do entorno dos shoppings, a exemplo da Associação Dom Bosco, em São Cristóvão, e Paróquia São José Operário, em Pernambués.

O Grupo JCPM também está doando cestas em outras três capitas onde tem atuação: Recife, Fortaleza e Aracaju. Desde o início da pandemia, já foram doadas quase 38 mil cestas. A diretora da Desenvolvimento Social do Grupo, Lucia Pontes, destaca que, entre as medidas, a doação de alimentos é, sem dúvida, a de impacto mais imediato.

Depois de um ano em meio à pandemia, percebemos também que a própria sociedade reduziu suas doações. É natural que isso aconteça. Mas ainda passamos por momentos de muita complexidade e incertezas do ponto de vista não só da saúde pública como da geração de renda. As pessoas precisam ficar em casa e, ao mesmo tempo, buscar alimentos. Esse é um dilema cruel que só será amenizado com o envolvimento de todos nós, sociedade, empresas e Poder Público”.

A doação desse novo quantitativo de alimentos seguirá os mesmos critérios econômicos da primeira fase, com aquisição das cestas feita dentro da comunidade para que outra movimentação aconteça que é a geração de renda para pequenos comerciantes – atualmente, fortemente impactados com a perda de poder aquisitivo nas cidades. Já para distribuição, o critério levou em consideração maior grau de dificuldade financeira. No caso das famílias dos jovens matriculados, a prioridade é para aquelas compostas por, no mínimo, quatro pessoas e renda global de até um salário-mínimo.

Na primeira fase de ações emergenciais, em 2020, o Grupo JCPM realizou aportes de R$ 5,3 milhões, com doação de respiradores, máscaras, apoio à hospitais, cestas básicas, computadores, internet nas comunidades, entre outras iniciativas. Essa entrega de cestas demandou aportes de R$ 237,8 mil.

Fonte: Ascom Laise Rabelo / JCPM

COMPARTILHAR