Salvador: Metrô transportou 1 milhão de passageiros

979
Fotos: Amanda Oliveira / GOVBA

De 1° a 6 de março, o Metrô Salvador abriu uma hora mais cedo, às 4h, para atender melhor o folião que usou o sistema para ir e voltar do Carnaval. Com isso, a CCR Metrô Salvador, empresa que opera o sistema, registrou um aumento de 21,73% no número de passageiros em relação ao Carnaval de 2018. No total, 1.057.786 pessoas foram transportadas, 188.803 a mais que no ano passado.

“Isso mostra uma adesão da sociedade soteropolitana ao modal transporte metroviário, que proporciona uma viagem confortável, rápida, segura, integrada ao ônibus e ao transporte por aplicativo, possibilitando a chegada em todos os circuitos, tanto no Circuito Batatinha (Pelourinho), desembarcando na Estação Campo da Pólvora, como no Circuito Osmar (Campo Grande), desembarcando na Estação Lapa. E também com facilidade para chegar ao Circuito Dodô (Barra-Ondina), desembarcando na Estação Lapa e utilizando os ônibus exclusivos para o circuito”, destaca o gestor de Atendimento e Operação da CCR Metrô, Hamilton Trindade.

O pleno funcionamento do sistema, que este ano incluiu a Estação Aeroporto, também influenciou no aumento do número de usuários. “Com certeza, [a estação] ajudou porque facilitou a chegada de pessoas que moram na Região Metropolitana Salvador e também para os turistas que estavam chegando. Muitos utilizaram o metrô, já levando para hotéis que ficavam próximos dos circuitos do Carnaval”, acrescentou Hamilton.

Foram disponibilizados 35 trens para a operação durante o Carnaval. Para garantir a segurança dos passageiros, foi realizado monitoramento eletrônico por meio de mais de 2 mil câmeras das estações, trens, passarelas de acesso e terminais de ônibus, integradas ao Centro de Controle Operacional da concessionária. Parte das imagens também foi monitorada diretamente pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria da Segurança Pública (SSP). A CCR Metrô Bahia utilizou ainda portais de detectores de metal nos acessos às estações estratégicas.

Com o aumento no número de passageiros, a operação deve seguir o mesmo padrão no próximo Carnaval, começando a funcionar uma hora mais cedo. Qualquer mudança dependerá da avaliação da CCR junto a outros órgãos e modais de transporte. “Ao que tudo indica, o horário atendeu bem ao folião. Tem metrô até meia-noite. Aquele que quis voltar, voltou à meia-noite. Enquanto aqueles que quiseram ficar na madrugada voltaram às 4h da manhã”, pontuou o gestor.

Fonte: secom.ba.gov.br

 

COMPARTILHAR