Salvador: Prefeitura divulga medidas no combate ao coronavírus

91

As ações iniciais contra a proliferação do coronavírus em Salvador foram tomadas pela Prefeitura antes da confirmação dos primeiros casos na cidade. Diante do potencial de transmissão da doença e dos efeitos que ela pode causar, principalmente em grupos de risco, o Executivo municipal começou a se preparar desde as primeiras notícias de casos fora da China.

Nessa fase, a Prefeitura deu início à implantação de um protocolo para o enfrentamento à doença e a elaborar o Plano Municipal de Contingência Covid-19. As medidas previstas nesse protocolo começaram a ser anunciadas e decretadas, de fato, a partir último sábado (14), com vigência desde a segunda-feira (16), visando principalmente o isolamento social. Novas determinações devem ser anunciadas no início da próxima semana.

As determinações anunciadas e decretadas até aqui pela Prefeitura:

– Proibição de qualquer evento com mais de 500 pessoas na cidade, que começou a valer na segunda-feira (16) e está mantida por tempo indeterminado;

– Proibição de viagens internacionais para os servidores da Prefeitura, bem como, dentro do Brasil, aos estados do Rio e São Paulo. Aqueles colaboradores que retornarem de viagens internacionais vindos de países com focos da doença devem ficar em isolamento residencial por sete dias, além de fazer o teste para coronavírus;

– Suspensão das aulas na rede pública e privada de ensino – medida vale por 15 dias, contados a partir da última quarta-feira (18). As universidades privadas também estão incluídas no decreto, bem como autoescolas;

– Distribuição de cestas básicas para todos os alunos da rede municipal, inclusive de creches conveniadas, a partir da próxima segunda-feira (23). Serão mais de 143 mil cestas, inicialmente;

– Suspensão do funcionamento das academias de ginástica, cinemas, teatros, casas de espetáculo e parques infantis públicos (mantidos pelo município) e privados, iniciativa que começou a valer na última quarta-feira (18) e será mantida por 15 dias;

– Interdição total de seis praias a partir deste sábado (21), inicialmente por um período de 15 dias. As praias fechadas são as do Porto da Barra, Farol da Barra, Rio Vermelho, Itapuã, Piatã e Ribeira;

– Suspensão das atividades nos clubes sociais, recreativos e esportivos a partir deste sábado (21), pelo período de 15 dias;

– Redução em até 30 % da frota de ônibus a partir deste sábado (21), valendo por 15 dias. A medida exclui os horários de pico, para não gerar maiores prejuízos aos trabalhadores;

– Determinação de que 30% do total dos trabalhadores de cada central de call center e telemarketing atuem em casa. Além disso, funcionários com idade a partir dos 65 anos, gestantes e pessoas que utilizam medicamentos imunossupressores devem ser dispensados da ida ao trabalho nessas empresas. Medida vale por 15 dias, contados a partir de segunda-feira (23);

– Suspensão das férias e licenças dos funcionários das secretariais municipais de Saúde (SMS) e de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), além da Guarda Civil Municipal (GCM) e Defesa Civil (Codesal);

– Suspensão da exigência de recadastramento dos servidores públicos municipais aposentados ou pensionistas;

– Trabalho remoto para colaboradores acima de 65 anos (exceto aqueles cujas atividades sejam consideradas essenciais ou estratégicas), assim como para mulheres gestantes e pessoas com doenças crônicas. Além disso, foi determinado o fechamento parcial ou total de algumas repartições e órgãos públicos, com ampliação do home office. Serviços essenciais, a exemplo da área de saúde, segurança e promoção social, seguem normalmente;

– Reforço da limpeza e higienização das estações de transbordo e dos ônibus;

– Revalidação do Salvador Card deixa de ser feita presencialmente e começa a ser feita pelo aplicativo Kim;

– Decretação de situação de emergência na cidade e fechamento dos shopping centers e centros comerciais pelo período de 15 dias, contados a partir deste sábado (21), com exceção de clínicas médicas que funcionam dentro desses estabelecimentos;

– Suspensão do funcionamento do Elevador Lacerda e do Mercado Modelo;

– Transalvador suspende restrição de circulação de caminhões de grande porte em horários de picos nas vias da capital baiana, além de limitar atendimento presencial;

– Inaugurações oficiais da Prefeitura passam a ser realizadas sem a presença de púbico;

– Suspensão do Castramóvel;

– Ampliação de doação de alimentos a pessoas em situação de rua, idosos e pessoas com deficiência. Asilos são beneficiados;

– Ampliação do horário de funcionamento do Restaurante Popular em São Tomé de Paripe. Equipamento passa a funcionar das 11h às 13h30, priorizando idosos e pessoas com deficiência;

– Proibição de visitas em grupo aos idosos que estão no Abrigo Dom Pedro II;

– Atividades de permanência estão suspensas temporariamente no Centro Dia. As famílias estão recebendo o suporte de maneira remota – medida adotada desde a última terça-feira (17) e por tempo indeterminado;

– Álcool em gel e máscaras são distribuídos para os assistentes sociais e funcionários de todos os setores da Sempre;

– Doação de colchões, materiais de limpeza e cestas básicas para 47 instituições que cuidam de idosos na cidade.

Fonte: Secom/PS