Serra Preta: Maduro desmente prefeito sobre Guarda Municipal

732
Vereador Antônio Marcos (Maduro), o primeiro à direita

O vereador Marcos Maduro, do PSL, desmente categoricamente o prefeito da cidade, que fica na Bacia do Jacuípe a 155 km de Salvador, que tem acusado a Câmara de Vereadores de não permitir ou barrar o funcionamento da Guarda Municipal também aprovada pelo atual grupo de edis, em 2017. a pedido do chefe do Executivo .

Segundo Maduro, Aldinho, do PTN, que sempre teve apoio dos vereadores para aprovação de praticamente todos os projetos de Lei encaminhados à Casa, vive o desespero do descrédito em razão da má administração que faz, e a população tem criticado por todos os meios possíveis, como redes sociais do Whats’App, Facebook e Instagram.

Além disso, a grave denúncia e a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) também feita na Tribuna da Câmara por Marcos Maduro que disse não estava prevista pelo mau gestor da cidade, tem causado essa série de mentiras ditas por Aldinho sobre a Guarda Municipal.

Acrescenta que o prefeito teve o projeto da Guarda aprovado pela Câmara que ainda deu prazo de 6 meses para abertura de concurso, prorrogado por mais 6 meses, mas Aldinho, pela incompetência que o caracteriza, não conseguiu cumprir e quer culpar o Legislativo que não vai se calar diante dos desmandos de um prefeito que parece apenas querer enriquecer com a gestão usando dinheiro público como é o caso do nepotismo cruzado usando familiares e parentes dele e do prefeito de Anguera, Fernando Bispo Ramos, do PT, também já denunciado e sob investigação.

Maduro mostrou documentos do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) citando nomes, funções e salários de cada um dos beneficiados, a maioria sequer mora em um dos municípios.

Yancey Cerqueira

Radialista DRT/BA 06

COMPARTILHAR