Sócio do Vitória vai escolher novo presidente

392

Os conselheiros do Vitória aprovaram, no domingo (2), o novo estatuto social em assembleia geral extraordinária (AGE).

O próximo passo é a homologação do novo estatuto, já que o documento atualmente em vigor, aprovado em 2008, exige que o processo seja judicializado.

Apenas um dos 247 sócios e associados do programa Sou Mais Vitória (SMV) presentes no Barradão votou pela não admissão do documento. O novo estatuto aprovado prevê, entre outras coisas, eleições diretas e conselho deliberativo proporcional em 2019.

O presidente do Conselho Deliberativo e da Comissão de Reforma do Estatuto, Paulo Catharino Gordilho Filho, explica que, para o novo estatuto entrar em vigor, é necessário cumprir as regras antigas.

De acordo com as regras do novo documento, a assembleia de sócios e associados será soberana em relação às mudanças estatutárias e grandes decisões envolvendo o clube. No texto há, inclusive, um dispositivo reconhecendo a autonomia da AGE.

Mais mudanças

Além da eleição direta para conselho diretor, conselho deliberativo e fiscal, o texto do novo estatuto prevê ainda, a carência de 90 dias para sócios torcedores SMV realizarem quaisquer pagamentos pendentes sem perder o tempo de contribuição.

O novo documento também prevê a votação online para torcedores que não moram na capital baiana. “Foi uma sugestão de nossos associados que não residem em Salvador mas que querem participar das eleições”, explicou Antônio Carlos Menezes, o Cacau, relator do estatuto.

COMPARTILHAR