Temer cria mais um Ministério, o da Segurança Pública

170

O presidente Michel Temer anunciou, no sábado, a criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, após uma reunião com o governador Luiz Fernando Pezão e outras autoridades do estado no Palácio Guanabara, em Laranjeiras. Nenhuma ação do plano de intervenção no estado do Rio de Janeiro foi divulgada.

O presidente não deu detalhes de como será o trabalho do novo ministério e nem quem será o titular escolhido para a pasta. Temer disse penas que “vai coordenar o trabalho da segurança pública em todo o país”, mas sem intrometer nos estados. Segundo Temer o ministério será criado “no mais tardar” na semana que vem.

Temer chegou de helicóptero para o encontro no Palácio Guanabara. A reunião ocorreu um dia depois do presidente assinar o decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Na reunião foram tratadas questões de segurança no estado.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que nada relacionado ao plano foi conversado e que isto ficará a cargo do interventor, o general do Exército Walter Braga Motta. Segundo Maia, a reunião com o presidente foi somente para ele “explicar as condições e motivação da intervenção.”

Sobre a intervenção, o presidente voltou a falar que “seria intolerável continuar a situação que estava no Rio, que afeta também outros estados” e que não basta apenas o que ele chamou de “gesto” da União, mas “a união de todos os esforços, com todas as autoridades e sociedade civil”.

Na reunião, o presidente também apresentou aos representantes dos Três Poderes do estado o general Walter Souza Braga Netto, responsável pelo Comando Militar do Leste, e indicado como interventor responsável pelas forças de segurança e o sistema prisional fluminense. O general está fazendo diagnóstico da situação de crise do estado e afirmou que, a partir de um processo de planejamento, vai definir as estratégias de combate ao crime no Rio. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que estava em uma viagem oficial pela Europa, também compareceu à reunião.

COMPARTILHAR