Vacinas compradas pelo Nordeste vão para todo o país

337
Foto Ilustrativa

Os 37 milhões de doses da Sputnik V compradas por estados da região serão para imunização no Brasil

Os governadores do Nordeste anunciaram ontem a compra de 37 milhões de doses da vacina russa Sputnik V contra a covid-19. Após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ficou decidido que as vacinas integrarão o PNI (Plano Nacional de Imunização) do governo federal. Com isso, as doses da vacina russa, negociadas pelos nove estados do Nordeste, o Consórcio Nordeste, devem ser distribuídas para todo o país. A informação foi confirmada pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), presidente do consórcio.

“Aqui nós também tratamos com o Ministério da Saúde e a Advocacia-Geral da União dos termos para que a gente mantenha um regramento em que se tenha vacina para todo o Brasil, e assim foi acertado com a Procuradoria dos estados, equipe jurídica do Ministério e Advocacia-Geral da União para até segunda-feira (amanhã) trabalharem as condições de um contrato em que o Ministério entre como interveniente e garanta que os 37 milhões de doses a partir de abril serão para todo o Brasil”, declarou o governador.

Ainda segundo o governador, a previsão é de que as vacinas sejam entregues entre abril e julho. “As nossas procuradorias estão analisando o contrato para a assinatura na semana que vem”. Com a aquisição dessas doses, de acordo com Wellington, o Brasil conseguirá atingir a meta de 50 milhões de pessoas vacinadas. “Com isso, teremos condições de ter 20 milhões de brasileiros vacinados agora em março. Todo o esforço vai na direção para chegar no mês de abril com 50 milhões de pessoas vacinadas”, projetou o governador do Piauí.

A vacina russa desenvolvida pelo Centro Gamaleya ainda espera aprovação da Anvisa. Os governadores do Nordeste, porém, se apoiam na lei, sancionada nesta semana, que autoriza estados e municípios a importar vacinas aprovadas por autoridades de outros países e blocos como Estados Unidos, União Europeia, Japão, China, Reino Unido, Rússia, Índia, Coreia do Sul, Canadá, Austrália e Argentina.

COMPARTILHAR