Vasco acusa Globo de influenciar MP contra Eurico: ‘Golpismo’

420

A ação do Ministério Público que pediu o afastamento de Eurico Miranda irritou muito a atuação gestão do clube carioca. Em nota oficial, a diretoria criticou e acusou a Rede Globo de atuar em “conluio” em um “movimento golpista” contra o presidente do Gigante da Colina.

Na última quinta-feira, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) pediu o afastamento imediato do presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, do vice, Silvio Aquiles Hildebrando Godoi, e de toda a diretoria do clube.

De acordo com o órgão, houve uma “conivência dos dirigentes” com a torcida organizada Força Jovem, que, mesmo banida pela Justiça dos estádios desde 2014, tinha permissão para frequentar as partidas do Vasco.

A Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido do MP, mas o juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, decidiu ouvir os dirigentes antes de tomar qualquer decisão. Os dirigentes têm 10 dias para se manifestarem. De acordo com o magistrado, é “necessária a justificação prévia do clube réu (Vasco da Gama) antes da formação do juízo de convicção quanto ao pedido liminar (afastamento)”.

COMPARTILHAR