Vitória enfrenta o Botafogo em João Pessoa pela pré-Nordeste

39

O Vitória encontrou no contato com o torcedor a fórmula para alcançar as melhores exibições da temporada. Foi com público presente no Manoel Barradas que o time venceu – e convenceu – Itabaiana e Brasil de Pelotas nas duas últimas vezes que entrou em campo. Agora, longe de casa, o Rubro-Negro tem o desafio de manter o bom futebol em jogo decisivo contra o Botafogo-PB. A partida de ida da terceira fase da Pré-Copa do Nordeste acontece nesta terça-feira, 26/10, às 21h30, no Estádio Almeidão, em João Pessoa.

Na entrevista coletiva após o último treino de preparação para a partida, na segunda-feira, 25, o lateral-esquerdo Roberto falou sobre a importância de voltar a contar com o apoio do torcedor, e pediu “tranquilidade” para o confronto, já que o Rubro-Negro vai ser visitante contra o Belo, na Paraíba.

“Cada jogo está sendo uma final para a gente. Com a chegada do nosso torcedor, foi um reforço enorme, tem nos ajudado bastante. Mas é manter a tranquilidade, pezinho no chão e sempre se doar ao máximo a cada jogo que as coisas vão acontecer”, disse o lateral, que vai para a décima primeira partida consecutiva como titular.

E já que o objetivo do Vitória é manter a boa fase, Roberto evitou o clichê de “virar a chave” por se tratar de competições diferentes. O lateral preferiu valorizar a Copa do Nordeste, e deixou claro que, para o elenco, garantir a vaga na competição é tão importante quanto escapar do rebaixamento na Série B do Brasileiro.

“Representa muita coisa. Representa a cota, mais um campeonato muito importante. Como falei com o pessoal, não existe esse negócio de virar a chave. Acho que tem que manter a mesma concentração, o mesmo nível. Não importa o campeonato que seja. É continuar com essa pegada para continuar as vitórias”, afirmou o jogador do Leão.

O encontro desta noite marca a última fase eliminatória para a Copa do Nordeste. Logo, quem avançar entre Vitória e Botafogo está garantido na competição regional em 2022. Diferente das etapas anteriores, a vaga agora é decidida em jogos de ida e volta. A segunda partida, no Barradão, acontece na semana que vem. Em caso de qualquer igualdade no placar agregado dos dois encontros, os jogadores vão para a marca da cal.

O clima que antecedeu a partida foi de descontração na Toca do Leão. Os jogadores estão empolgados com a sequência de três triunfos, algo que ainda não tinha acontecido na temporada. Mas ao mesmo tempo em que celebram a boa fase, o elenco está alerta para as dificuldades que estão por vir no Almeidão. Ao menos esse foi o recado deixado por Roberto, que já defendeu as cores do Campinense, rival do Botafogo.

“Sabemos que é muito difícil jogar lá. Joguei no Campinense, conheço demais ali, a forma que eles jogam. É um clube que gosta muito de brigar mesmo. É o que a gente tem que fazer também. Tem que chegar lá e conseguir um resultado importante para chegar em casa com mais tranquilidade”, projetou o lateral-esquerdo.

Desfalques

O técnico Wagner Lopes tem uma série de desfalques para a partida desta noite. Ele perdeu os titulares Bruno Oliveira e Wallace Reis, vai seguir sem contar com Manoel, e também não vai ter Van no banco de reservas, que costuma ser uma opção durante as partidas.

Bruno foi vetado pelo departamento médico. Ele deixou a última partida com dores na coxa e foi submetido a exames de imagem para saber a gravidade da lesão. Van também reclamou de dores, mas no caso do lateral, o incômodo é no joelho.

Enquanto isso, o atacante Manoel voltou aos treinamentos com uma máscara para proteger a fratura na região malar. Ele treinou com bola, mas ainda não está liberado para voltar a campo. Por fim, o zagueiro Wallace não está machucado, mas vai ser preservado por causa da sequência de jogos do time.

Ficha Técnica

Botafogo (PB) x Vitória

Local: Estádio Almeidão, em João Pessoa-PB,

Hora: Às 21h30

Árbitro: Diego Fernando Silva de Lima (PE)

Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca e Bruno Cesar Chaves Vieira (ambos de PE)

Botafogo-PB: Felipe; Sávio, Willian Machado, Fred e Tsunami; Tinga, Pablo, Cleyton e Marcos Aurélio; Welton Felipe e Juba. Técnico: Gerson Gusmão

Vitória: Lucas Arcanjo; Raul Prata, Thalisson, Matheus Moraes e Roberto; João Pedro, Eduardo e Soares; Marcinho, Fabinho e David. Técnico: Wagner Lopes.

COMPARTILHAR